Entrevista para a revista eletrônica Taxi News BH

Sonoridade que encanta. Um marco que Selmma Carvalho traz em todos os seus trabalhos ao longo de sua carreira musical que tem como background as lições de piano na casa de seus avôs ainda criança. Tudo isto somado aos saraus, os encontros musicais constantes contribuíram de forma decisiva para a sua afinação, o timbre agradável e a técnica vocal perfeita que somadas transformaram-na em uma cantora reconhecida e indicada ao Prêmio Sharp de Música em 1997.

Como uma trajetória marcante e crescente no mercando fonográfico, Selmma Carvalho lançou o seu o primeiro CD (Selmma Carvalho em 1996), produzido por Mauro Dias e, com o qual, foi indicada ao Prêmio Sharp de 1997 na categoria cantora. revelação. No repertório músicas de Luiz Gonzaga, Vinícius de Moraes, Juarez Moreira, Djavan, Dulce Quental/Celso Fonseca, Fernando Oly, Nelson Angelo, Sá e Guarabyra, Walter Franco entre outros.

O segundo CD “Cada lugar na sua coisa”, de 1999, foi produzido por Swami Jr. e gravado em São Paulo, recebendo o selo da CPC-UMES. No repertório: Zeca Baleiro, Sérgio Sampaio, Jorge Mautner, Chico César, Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito, Sérgio Moreira, Carlos Careqa, Marcos Carvalho/Rossana Decelso.

O seu terceiro CD, “O que será que está na moda? “ gravado em 2006 contou com a produção de Rogério Delayon possui uma pegada mais pop em relação aos dois primeiros, com vários compositores da nova geração e regravações de veteranos: Vander Lee, Vitor Ramil, Kleber Albuquerque, Veronica Sabino, Nando Reis, Antônio Villeroy /Bebeto Alves, Kali c/Suely Mesquita, Celso Fonseca/Ronaldo Bastos, Batatinha.

Com uma agenda de shows em várias partes do país, Selmma grava o seu o quarto CD denominado “ Minha Festa” de 2013, produção de Rogério Delayon, trabalho que marcado pela sua a estreia como compositora, com quatro músicas inéditas, duas solo: Imperfeição e Ancora e duas em parceria, A seu dispor, Selmma Carvalho/Paulo Santos/Vander Lee e “Paisagem pra você”, Selmma Carvalho/Sergio Moreira, ainda no repertório, Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito, Jerry Espindola, Fred Martins/Francisco Bosco, Ricardo Koctus, José Carlos Guerreiro, J Velloso, Samuel Rosa/Chico Amaral. Nesse trabalho, a cantora contou participações muito bem vindas e enriquecedoras de Chico Cesar e Fred Martins.

Aprimoramento e Evolução
A cantora revela que o aprimoramento é uma consequência natural em sua carreira e, a partir do indicação ao Prêmio muita coisa mudou. “Conheci pessoas realmente muito importantes no meio musical, estreitei laços, aprendi muita coisa e continuo aprendendo.

Embora vivendo fora do eixo Rio-São Paulo, Selmma Carvalho tem um espaço na música e, hoje, com as novas tecnologias e a própria internet contribuíram significativamente manter os contatos, elaborar sua própria agenda de shows pelo país mesmo optando por morar em Belo Horizonte.

A cantora destaca o ano de 2015 está sendo particularmente importante, pois está sendo marcado pela sua volta aos estudos piano, de forma mais decisiva, além disso, suas apresentações/recitais solo ou somente com mais um músico tem criado uma determinada independência em relação a sua agenda – um agente facilitador para cumprir todos os trabalho.

Finalizando a cantora adianta que o novo já está sendo preparado em fase de escolha de um novo repertório, escutando canções, fazendo pesquisa musical, recebendo músicas de vários artistas, “A fase de concepção é sempre mais demorada, exige muita disciplina, intuição, tranquilidade pra fazer as melhores escolhas”.